Japonês para todos

Finalmente tudo o que quiserem falar sobre o Japão está aqui
 
InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 As mulheres japonesas que muitos fantasiam - De Geisha a maid cafés

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Lekos

avatar

Mensagens : 198
Data de inscrição : 29/07/2010
Idade : 26

MensagemAssunto: As mulheres japonesas que muitos fantasiam - De Geisha a maid cafés   Sab 15 Jan - 11:43


A era da Geisha (espécie de prostitua japonesa) já terminou há muito, mas a tradição cultural permanece bem viva. Fora de cidades tradicionais como Kioto, existem muito poucas Geishas que se possam encontrar no Japão, mas no seu lugar existem uma incontável variedade de "Fantasy Girls". Os samurais costumavam pagar a muito bem vestidas Geishas para cantarem, dançarem e fazer sentirem-se bem sobre si mesmo depois de um dia longo a trabalhar para o seu Senhor. Nos dias modernos, “shain” 社員 (homens de empresa) podem escolher a sua "Fantasy Girl" para fazer a mesma função. Em muitos casos, o propósito dos seus serviços vai muito para além da atração fisica, para fornecer uma avenida de escapamento através da atenção individual, cenários fantásticos, e serviço over-the-top. As pessoas veêm do mundo inteiro para participar nos muitos mundos fantásticos criados pelas "Fantasy Girl" japonesas, e este tópico serve como introdução, apresentando alguns bem conhecidos grupos de mulheres (algumas vezes homens) que entram no palco para a fantasia: : キャバクラ (Kyabakura), ホステスクラブ/ホストクラブ (Host/Hostess Club), スナックバー (Snack Bar), e メイドカフェ (Maid Cafes).

キャバクラ – Kyabakura



キャバクラ “Kyabakura” , ホステスクラブ “Hostess Clubs,” e スナックバー “Snack Bars”, são muito similares da maneira em que envolve mulheres bonitas e homens que se vestem comicamente elegantes e vos fazem sentir como peixe graúdo... desde que tenham dinheiro.

A palavra キャバクラ (kyabakura) é feito da combinação das palavras cabaret e clube. Penso que é como um espetaculo de cabaret do estilo Las Vegas que vem ter convosco! Este tipo de estabelecimento também tem a mesma má reputação que Las Vegas tem: cheio de crime organizado, abuso de substancias, prostituição, trabalhadores imigrantes ilegais e exploração de mulheres (e homens). Enquanto que este tipo de estereoritipo negativo tem muita tração, e até já fez com que o governo tivesse alguma acção, キャバクラ está tão disperso por todo o Japão que a moral da constituição varia de local para local.

Em Kyabakura a experiência deve ser assim:

Um homem ou uma mulher vestidos como se fossem para os Globos de Ouro vai ter com vocês fora do estabelecimento e vai falar-vos das mulheres bonitas (ou homens) que estão dentro da kyabakura, se decidirem entrar o relógio começa logo a contar no pagamento do serviço (aviso: esta é a maneira como muitos estrangeiros gastam o dinheiro muito rápido). Uma vez lá dentro uma mulher (ou homen) será escolhido para vocês, ou podem escolher de um menu. A partir desse momento, sentam-se com o parceiro que escolheram e que adora a vossa mão, está sempre a "bater-vos o coro", ouve as histórias todas da vossa vida entediante e está sempre a elogiar-vos. Tudo isto é feito sobre bebidas caras, e tipicamente são encorajados a pedir logo a garrafa toda para usar em várias ocasiões, eles realmente querem que voltem. Dependendo da localização, quando a noite acabar têm direito a um pequeno beijo e a um sms a dizer o quanto vocês são incriveis e para voltarem assim que puderem. Se desenvolverem uma relação particular com uma hostess ou host, pagam saídas, chamadas de “douhan” 同伴, são permitidas para encorajar a lealdade com aquela particular kyabakura. Esta prática é moralmente cinzenta e isto é falar bem, mas em teoria é só permitido "coro" casual. Assim que sairem da kyabakura, vão notar que um grande peso saiu de cima dos vossos ombros... ou carteira.... esqueci-me de qual deles vem primeiro.



Este repórter japonês é como se fosse um guia sobre as meninas dentro da kyabakura.

ホステスクラブ – Hostess Club[/b]

Tirem o conceito de kyabakura, multipliquem o preço, a atração fisica do staff pelo menos 10 vezes mais, adicionem pessoas bem ricas, subtraiam a maioria das actividas ilegais e têm um hostess club!



Não vai haver ninguém a pedir que entrem dentro deste estabelecimento. Este tipo de clubes são incrivelmente exclusivos, geralmente o local de encontro para personalidades que estão no topo do ranking, e estão localizadas em áreas com uma classe superior nas grandes cidades, como o distrito de Ginza em Tóquio. Se querem entrar, tipicamente, não existe taxa por hora, mas nos melhores têm que gastar pelo menos $100K para terem acesso (sim, em dólares americanos... não que os dólares americanos valham alguma coisa hoje em dia). Os trabalhadores aqui são tratados por uma antiga hostess, chamada de Mama-san, e muitas têm sucesso também como modelos durante e depois de estarem contratadas. Por vezes casam-se com celebridades ou personalidades de alto escalão que frequentam o clube. As mulheres são muito bem treinadas nas habilidades de vos fazerem sentir bem, e estão na vanguarda das tendências da moda. Definitivamente nada a ver com a Geisha certo?! Este tipo de status de celebridade é o que atrae as raparigas jovens para este tipo de negócio, no entanto a maioria não vem parar aqui.

[b]ホストクラブ – Host Club




Uma interessante diferença entre a "Idade da Geisha" e agora, é a inclusão dos homens como servidores na indústria da noite no Japão. Host clubs trabalham quase da mesma maneira que hostess clubs, no entanto não têm uma classe tão alta e incluem um arco-iris de géneros: mulheres ou homens que gostam de homens, mulheres ou homens que gostam de homens bastante femininos ou homens estranhamente vestidos, mulheres ou homens que gostam de homens vestidos de mulheres, e a lista continua... Seja qual for o tipo de homem que ali há, posso assegurar que vão ser muito confiantes, fixes, elegantes e malucos com o dinheiro.

スナックバー – Snack Bar

Um snack bar é como o primo da kyabakura. Estes sitios não são o epicentro da moda, mas são mais frequentados por homens de negócios que preferem andar com mais novas mulheres, do que ir para casa ter com a mulher. Estes sitios geralmente têm uma variedade de opções para actividades tal como bilhar, karaoke, setas, beber e comer. É como ir a um bar com uma namorada toda grossa que não faz mais nada se não elogiar-vos e estar sempre a incentivar-vos a beber mais! Definitivamente um mundo de fantasia, e acabam por pagar por ele quando a conta vem. Ao contrário de kyabakura, snack bar são mais como o "sistema de honra" e se realmente gostam do sitio é comum deixar uma boa e generosa gorjeta.



Este cenário é bastante normal. Não é mais que um bar onde as senhoras e o staff são extra simpáticos, por isso vocês dão-lhes gorjetas...

メイドカフェー – Maid Cafe

Acabamos de deixar a escapadinha do homem de negócios e mudamos para a terra dos otakus: 秋葉原 AKIHABARA!! Claro que é facil encontrar um grande número de homens de negócios (o termo japonês para alguem que trabalha para uma grande empresa) que também têm duas vidas como um sério Otaku (basicamente "nerd" em japonês). Akihabara é uma secção de Tóquio onde a cultura Otaku está no seu auge, e a chance é que assim que tirem os pés do comboio JR, vão ser cumprimentados por uma japonesa muito fofa, vestida como empregada francesa e que vai posar em fotos convosco e que vos vai convidar para o seu café.

"BEM VINDO A AKIHABARA, MESTRE!!"

秋葉原にお帰りなさいませご主人様!”

O estilo predominante é quando vos tratam como se fossem da realeza e elas são humildes, mas são muito fofas e não largam a vossa mão (conseguem ver um padrão?). Elas vão elogiar-vos, dizer que vocês são bonitos, meter ketchup na vossa omelete em forma de coração, fazer barulhos fofos como um gato,mandar beijos, fazer o formato do coração com as mãos, e incentivar-vos a agir de maneira fofa. Em muitos locais também têm jogos de comida e bebida com vários prémios.

Um exemplo é que uma empregada doméstica vai arranjar uma enorme pilha de panquecas para vocês e uma panqueca pequena para ela e a aposta é que, se vocês conseguirem comer as panquecas mais rápido que ela, levão um beijo na bochecha, mas se perderem ela da-vos uma chapada há frente de todo o restaurante. Tudo isso é feito enquanto elas falam num estilo muito fofo chamado Mo-e "萌え", que em Português suponho que seria o equivalente a conversa de bebé. Isto parece que iria irritar rapidamente, mas as pessoas adoram, especialmente os Otaku que nunca tiveram a atenção de miudas bonitas (o "engraçado" é que uma porrada de otakus portugueses que aprenderam japonês sozinhos, através do anime, geralmente soam como estas raparigas... "engraçado" porque é engraçado ouvi-los a falar como uma menina). Infelizmente, leva a muita perseguição, mas em comparação, os maid cafe estão livres de outros problemas associados ao kyabakura. Quase tudo o que vocês fazem no café vai custar dinheiro, desde tirar fotos aos concursos de comer, e a comida é, naturalmente, a um custo superior, mas para as pessoas que amam meninas japonesas vestidas e a agir como a vossa serva-Francesa pessoal, vale bem o custo.

O mais selvagem sobre os cafés, é que existem tantos tipos diferentes! Há alguns que são o oposto da descrição acima, e envolvem basicamente a empregada a tratar-vos como lixo e a abusar verbalmente de vocês. Outros são para mulheres que gostam de Butler cafes, alguns dos quais são compostos só por homens europeus e que até as levam ao colo mediante uma taxa.



Aqui vai um link para vos dar uma ideia do que acontece nalguns maid cafes. O primeiro que mostram é um estilo tipico, o segundo é tsundere “つんでれ”que é basicamente quando elas fazem com que pareça que vos detestam, mas que no final adoram-vos e o ultimo é como uma aventura samurai enquanto fazem grandes batalhas enquanto comem comida tipica.

Disneyland - Mas bem mais arrepiante

Um estilo novo de maid cafe que é muito muito estranho é o “kigurumi” 着ぐるみ que é basicamente quando alguém usa da cabeça aos pés um traje, tal como na Disneyland, mas neste caso é mais virado para o tema otaku adulto...



Este lugar é tal como um maid cafe normal excepto as pessoas que estão vestidas em fatos de anime e que não falam, mas escrevem em quadros para comunicar. Isto soa como um filme de terror muito mau...

As mulheres japonesas que muitos fantasiam - O passado e o presente

Existem, claro, muitas muitas diferenças entre a Geisha do passado e da presente forma de "Fantasy Girls", mas a ligação é clara: mulheres (e homens) nesta industria que fornecem um serviço que vai para alem da excitação fisica presentes em serviços similares no Ocidente. As pessoas que fazem estes serviços são, claro, fisicamente atraentes, mas são muito mais mestres, em criar um ambiente onde o cliente fica completamente ausente do mundo em que vivem, e recebem uma especial atenção individual. No Ocidente as pessoas pagam por dois grupos: um para ouvirem os seus problemas, como aconselhadores e outro que é fisicamente atraentes, como as dançarinas de strip. No entanto, no Japão eles têm a tradição de combinar esses dois papeis, que indescutivelmente tem raizes no tempo da Geisha.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Math_018

avatar

Mensagens : 2
Data de inscrição : 31/12/2011
Idade : 25
Localização : Stuttgart, Alemanha

MensagemAssunto: Re: As mulheres japonesas que muitos fantasiam - De Geisha a maid cafés   Dom 1 Jan - 1:45

Muito bom artigo, só não gostei de sua comparação no começo de Geishas com prostitutas, sexo com as Geishas no passado nunca fez parte da norma do trabalho de uma Geisha, aliás ser Geisha era muito mais um estilo de vida do que um trabalho para estas mulheres, até porque prostitutas no Japão ja existiam e era um trabalho realizado por mulheres com fins totalmente diferente do das Geishas. Isso não quer dizer que nunca houve sexo ou relações intimas entre clientes e Geishas no passado, mas no geral eram sempre realizadas fora do ambiente de trabalho delas e se descoberto era mal visto tanto pela sociedade quanto pelas outras Geishas.

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, mulheres para escapar da fome e miséria se auto-intitulavam de Geishas e se prostituiam para soldados americanos, dai nasceu a comparação entre Geishas e prostitutas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
As mulheres japonesas que muitos fantasiam - De Geisha a maid cafés
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Podcast Revolution #016 - Especial dia das Mulheres: Cloth's Femininos.
» mulheres cuidem-se.........
» Mulheres [III]
» Cronica dos "Cowboys do Asfalto"
» Quem é você nos cavaleiros do zodiaco?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Japonês para todos :: Cultura no Japão :: Curiosidades culturais-
Ir para: